Destaques, Notícias gerais › 12/02/2015

Ir. Lúcia Montenegro celebra 90 anos de idade

DSC_0012

Ir. Lúcia Montenegro – Foto: Luiza Gualberto

A Irmã Lúcia Montenegro comemorou nesta quinta-feira (12), 90 anos de idade. Para marcar a data, uma missa em ação de graças foi celebrada na Catedral Metropolitana, presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha.  Nascida na cidade de Quixadá, no interior do Ceará, no dia 12 de fevereiro de 1925, a religiosa está em Natal há 60 anos, com um trabalho voltado para o social. Em 5 de outubro de 1987, ela fundou a Casa do Menor Trabalhador, no bairro do Alecrim, em Natal. A casa, dirigida pela religiosa até hoje, atua na promoção da qualificação juvenil, com vistas ao ingresso da população carente no mercado de trabalho. Irmã Lúcia é da Congregação Filhas da Caridade e, em Natal, ajudou na construção de três capelas: São Vicente de Paulo, no bairro Dix-Sept Rosado; Santo Antônio, na Escola Santo Antônio, no bairro Cidade da Esperança, e Santo Inácio, no bairro de Lagoa Seca.

Na homilia, Dom Jaime ressaltou aspectos que marcaram a vida da Ir. Lúcia. “Entre as suas referências tantas, está o trabalho com o social. Há 60 anos aqui em Natal, podemos levantar a sua contribuição para a nossa Arquidiocese, como para a sociedade. Ela foi professora no curso de Serviço Social, na UFRN, além do Seminário de São Pedro. Podemos destacar a sua importante contribuição no Movimento de Natal, como Assistente Social e Socióloga. Ir. Lúcia é uma mulher que enfrenta desafios, que não desiste. Sempre procurou trabalhar com crianças e aí eu ressalto a Casa do Menor Trabalhador, que surgiu com o empenho dela, que passou a oferecer, além do ensino infantil, cursos profissionalizantes, que inseriram muito jovens no mercado de trabalho. Certamente é um trabalho de grande valia e que serve de exemplo para nós”, frisou.

A celebração em ação de graças contou com a participação de amigos, autoridades, além de irmãs que pertencem à mesma Congregação da Ir. Lúcia e do professor e jornalista Manuel Carlos Chaparro, que já integrou o Movimento de Natal e a redação do jornal A Ordem.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.