Voz do Pastor › 12/11/2016

25 anos do XII Congresso Eucarístico Nacional

Queridos irmãos e irmãs!

No próximo dia 15, Dia da proclamação da República, a Igreja de Natal celebrará a Festa da Dedicação da Catedral de Nossa Senhora da Apresentação. Em 21 de novembro de 1988 a Catedral Metropolitana foi dedicada à Padroeira da Cidade do Natal e de toda a Arquidiocese. É uma casa onde os filhos e filhas de Deus, discípulos missionários de Jesus Cristo, se reúnem para celebrar a sua fé e encontrando Jesus, abracem os irmãos e irmãs e vivam a fraternidade da comunhão eclesial. É um dia especial, dentro da Novena em honra de Nossa Senhora da Apresentação, que este tem como tema: “Senhora da Apresentação, Mãe da Misericórdia”.

Mas, nós temos ainda outra comemoração que nos alegra. Celebraremos no dia 15 os 25 anos da realização do XII Congresso Eucarístico Nacional, celebrado em Natal de 6 a 13 de outubro de 1991. O Congresso Eucarístico teve a participação maravilhosa e cheia de unção do Papa São João Paulo II. Para nós, solo banhado pelo sangue dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, beatificados pelo mesmo Papa em 5 de março de 2000, foi um momento especial e permanecerá como inesquecível. O Papa afirmou no dia 13 de outubro de 1991, na homilia da Missa de encerramento do Congresso Eucarístico: “É uma circunstância feliz que o Congresso esteja sendo realizado em Natal. Precisamente aqui, em 1645 um homem simples, profundamente religioso, Mateus Moreira, deu, com seus companheiros na região conhecida por Cunhaú e Uruaçú, um belo testemunho que lembra o dos mártires da Igreja. Quando insultado e ferido pelos hereges por sua recusa em renegar a fé na Eucaristia e a fidelidade à Igreja do Papa, exclamou, quando lhe abriam o peito para arrancar-lhe o coração: ‘Louvado seja o Santíssimo Sacramento!’”. A realização do Congresso Eucarístico em Natal trouxe uma renovação vocacional e da fé em Jesus Eucarístico.

Celebrar os 25 anos do Congresso Eucarístico traz para nós, memória, gratidão e esperança. Memória dos grandes eventos do Congresso, da participação de cardeais, arcebispos, bispos, presbíteros, diáconos, religiosos e religiosas, leigos e leigas de várias partes do Brasil. Lembremo-nos dos momentos em que celebramos Primeira Comunhão e Crisma das crianças e jovens das várias paróquias da Arquidiocese, e também as missões realizadas em nossa Cidade nos dias anteriores ao Congresso. Gratidão, pelos frutos do Congresso Eucarístico: crescimento da fé no Santíssimo Sacramento, renovação da missão e impulso mais forte no caminho da Igreja de Natal. Esperança: a nossa Igreja celebrou, no Congresso Eucarístico, o Mistério da Eucaristia, fonte e ápice de sua vida e de sua missão. O tema do Congresso Eucarístico evocava essa relação: Eucaristia e Evangelização. De fato, o impulso do Congresso Eucarístico foi importante e necessário para seguirmos adiante: somos uma Igreja centenária, uma Igreja que quer ser “discípula, missionária, servidora, acolhedora, profética e misericordiosa” (ARQUIDIOCESE DE NATAL. Marco Referencial da Ação Pastoral Arquidiocesana. Missão, p. 7), como o Senhor Jesus que, na Eucaristia, ofereceu sua vida pela salvação dos homens e das mulheres, isto é, revelou e comunicou a misericórdia do Pai para nós.
Que a celebração dos 25 anos do Congresso Eucarístico, em Natal, e a Dedicação da Catedral de Nossa Senhora da Apresentação, seja para nós ação de graças e grande alegria pela nossa fé em Jesus Eucarístico: Louvado seja o “Santíssimo Sacramento”.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.