Voz do Pastor › 24/02/2017

Campanha da Fraternidade 2017

Queridos irmãos e irmãs!
Há mais de 50 anos, a Igreja no Brasil vive a experiência da Campanha da Fraternidade (CF). Ela acontece durante o tempo da Quaresma. Este ano o tema é: “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, e o lema: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15). A CF 2017 tem como Objetivo Geral: “Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”. Durante a Quaresma, além dos encontros nas casas, temos a Via-sacra, encontros nas escolas, encontro para jovens, através de subsídios preparados com o tema da CF 2017.

A Campanha da Fraternidade está relacionada com a Quaresma por ser um tempo especial de conversão. “É um tempo em que fazemos caminho para a Páscoa, motivados pela Palavra e unidos aos sentimentos de Jesus Cristo, cultivando a oração, o amor a Deus e a solidariedade fraterna” (CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Campanha da Fraternidade 2017. Texto Base. Brasília, Edições da CNBB, 2016, p. 16). A motivação para o tema da CF 2017 está expresso nessas palavras do Texto Base: “Uma pessoa de fé que faz sua caminhada quaresmal rumo à Páscoa, ao tomar consciência da realidade de como são tratados os biomas brasileiros, não poderá ficar indiferente” (CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Campanha da Fraternidade 2017. Idem, p. 19).

Bioma é “um conjunto de vida (animal e vegetal) que se constitui pelo agrupamento de tipos de vegetação identificáveis numa região, com condições geográficas e climáticas similares. Isso resulta em uma diversidade biológica própria. Dessa forma, um bioma é formado por todos os seres vivos de uma determinada região, onde a vegetação é similar e contínua, o clima é mais ou menos uniforme e cuja formação tem uma história comum” (CNBB NE 2. Campanha da Fraternidade 2017. Equipe de Campanhas. Provisual Gráfica e Editora, João Pessoa, 2017, p. 24)

O mapa dos biomas brasileiros compreende: Bioma Amazônia, que é o maior bioma do Brasil, Bioma Caatinga, que abrange predominantemente território de oito estados do Nordeste, mais o norte de Minas Gerais, o Bioma Cerrado, o bioma brasileiro mais antigo, cuja vegetação é encontrada principalmente na região Centro-Oeste, Bioma Mata Atlântica, que abrangia uma área equivalente a 1.315.460 km², sendo uma das áreas mais ricas em biodiversidade e mais ameaçada do planeta, Bioma Pantanal, considerado uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta, Bioma Pampa, cujo significado, de origem indígena, é “região plana”, presente nos Campos da Região Sul.

Diante da situação dos biomas brasileiros, a Igreja é chamada a julgar toda a situação a partir da Sagrada Escritura e do seu rico magistério. Embora a Sagrada Escritura não se preocupe diretamente com os biomas, contudo, “oferece elementos que iluminam a temática a partir do projeto de Deus nela apresentado” (CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Campanha da Fraternidade 2017. Idem, p. 73). Desde a apresentação da harmonia original do mundo criado e querido por Deus, passando pela experiência dolorosa do rompimento da aliança e o pecado, aos tempos messiânicos da restauração de tudo em Cristo, a Palavra de Deus incita ao louvor e à responsabilidade pela terra, dom de Deus para o homem e a mulher. Também em seu Magistério a Igreja nos chama a um compromisso de cuidar da casa comum. Do Papa Beato Paulo VI, passando pelos pontificados de São João Paulo II e de Bento XVI, até chegar à Encíclica Laudato Sí, de Papa Francisco, temos uma trajetória de onde se conclui : a partir da fé cristã, é grande a contribuição que pode ser dada às questões da ecologia integral e, em particular, à convivência harmônica com os nossos biomas.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.