Voz do Pastor › 29/07/2016

Jubileu das Juventudes

Queridos irmãos e irmãs!

            Neste domingo, 31 de julho, a nossa Igreja Arquidiocesana, celebrará o Jubileu das Juventudes. Esse Jubileu será realizado na Paróquia-Santuário de Santana, em Santana do Matos. Um momento especial para as juventudes, dentro da dinâmica do Anto Santo Extraordinário, Jubileu da Misericórdia. E ainda, no encerramento da XXXI Jornada Mundial da Juventude, que ocorre em Cracóvia, Polônia.Acelebração do Jubileu das Juventudes é uma oportunidade especial de evangelização das juventudes, de louvor ao Deus da vida por tantos jovens de nossas paróquias e comunidades, de súplica a Jesus Cristo, rosto da misericórdia do Pai, pelos jovens que sofrem desprezo e violência, e ainda, de adoração do Espírito Santo pela vocação e missão dos jovens engajados nos grupos e pastorais.

            O Papa Francisco, na mensagem para a Jornada Mundial da Juventude, propõe modelos a seguir pelos jovens. O modelo principal é o que se apresenta como lema da JMJ: “Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mt 5,7).  Diz o Papa Francisco: Queridos jovens, Jesus misericordioso, representado na imagem venerada pelo povo de Deus no santuário de Cracóvia a Ele dedicado, espera-vos. Fia-Se de vós e conta convosco. Tem muitas coisas importantes a dizer a cada um e a cada uma de vós… Não tenhais medo de fixar os seus olhos cheios de amor infinito por vós e deixai-vos alcançar pelo seu olhar misericordioso, pronto a perdoar todos os vossos pecados, um olhar capaz de mudar a vossa vida e curar as feridas da vossa alma, um olhar que sacia a sede profunda que habita nos vossos corações jovens: sede de amor, de paz, de alegria e de verdadeira felicidade. Vinde a Ele e não tenhais medo. Outro modelo vem da figura do jovem Pedro Jorge Frassati, beatificado por São João Paulo II em 20 de maio de 1990. Falecido com 24 anos, o jovem de Turim, na Itália, foi considerado por São João Paulo II de o “homem das Bem-aventuranças”: “Ele proclama, como o seu exemplo, que é ‘feliz’ a vida conduzida no Espírito de Cristo, Espírito das Bem-aventuranças, e que somente aquele que se torna ‘homem das Bem-aventuranças’ consegue comunicar aos irmãos o amor e a paz. Repete que vale verdadeiramente a pena sacrificar tudo para servir o Senhor. Testemunha que a santidade é possível para todos e que somente a revolução da caridade pode acender nos corações dos homens a esperança de um futuro melhor”.

            Desejo que o Jubileu das Juventudes seja uma experiência que toque o coração de nossos jovens e que todos sejam fortalecidos nesta revolução da caridade, que é revolução da ternura e da misericórdia.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.