Voz do Pastor › 04/11/2016

Senhora da Apresentação, Mãe da Misericórdia

Queridos irmãos e irmãs!

Tens na fronte a coroa, Rainha da Paz do amor e do perdão… / És a Mãe terna e boa…”. Assim, cantamos os louvores daquela que foi escolhida para ser a “Mãe da Misericórdia”, Jesus Cristo, Filho de Deus. Honrando Nossa Senhora da Apresentação, Padroeira da Arquidiocese e da Cidade do Natal, neste Jubileu da Misericórdia, Ano Santo Extraordinário, no qual somos convidados a cantar as misericórdias do Senhor, a Igreja de Natal contempla a Mãe do Senhor e venera a Toda Santa, porque o Senhor olhou para ela e se fez carne em seu seio puríssimo.

Com esses sentimentos filiais e devotos, quero convidar a todos a participar da 263ª Festa de Nossa Senhora da Apresentação. Este ano, Jubileu da Misericórdia, a Festa tem como tema geral: “Senhora da Apresentação, Mãe da Misericórdia”. E nós a faremos vivenciando os últimos dias do Ano Santo Extraordinário, instituído pelo Papa Francisco, em 2015, de 8 de dezembro até 20 de novembro desse ano. Em nossa Arquidiocese, no dia 21 de novembro, dia de Nossa Senhora da Apresentação, encerraremos o Jubileu.

Proclamar a Mãe de Jesus, Mãe da Misericórdia, é reconhecer em seu Filho o “rosto da misericórdia do Pai” (FRANCISCO. Misericordiae vultus. Bula de Convocação do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, n. 1). Durante a Festa refletiremos sobre o tema da misericórdia, muito caro ao Papa Francisco que, desde o início do seu Pontificado, exorta a todos a reconhecerem que são tratados com misericórdia por Deus e chamados a dar misericórdia. De fato, afirma o Papa: “A Igreja vive um desejo inexaurível de oferecer misericórdia” (FRANCISCO. Idem, n. 10). E, contemplando a Virgem Maria, a Igreja pode ter a certeza de sua missão: “O pensamento volta-se, agora, para a Mãe da Misericórdia. A doçura do seu olhar nos acompanhe neste Ano Santo, para podermos todos nós redescobrir a alegria da ternura de Deus. Ninguém, como Maria, conheceu a profundidade do mistério de Deus feito homem. Na sua vida, tudo foi plasmado pela presença da misericórdia feita carne. A Mãe do Crucificado Ressuscitado entrou no santuário da misericórdia divina, porque participou intimamente no mistério do seu amor” (FRANCISCO. Idem, n. 24).

Ao convidar a todos os agentes de pastoral, padres, diáconos, leigos e leigas engajados, consagrados, membros de movimentos e serviços presentes em nossa Arquidiocese, quero manifestar minha gratidão por esse ano de 2016, na certeza de que o Senhor caminhou conosco e quer sempre estar em nossa vida. Neste Ano da Misericórdia demos um passo importante na nossa caminhada evangelizadora, vivenciando o primeiro ano do Marco Referencial da Ação Pastoral Arquidiocesana 2016-2019. Celebrando Nossa Senhora da Apresentação, Mãe da Misericórdia, celebraremos a ação misericordiosa de Deus em nossa Igreja Particular, solo sagrado, banhado pelo sangue dos Protomártires do Brasil, os Mártires de Cunhaú e Uruaçu, e reconfortados pelas palavras impressas no caixote onde estava a imagem de Nossa Senhora: “aonde esta imagem parar, nenhuma desgraça acontecerá”.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.