Artigos, Notícias › 05/03/2018

Proximidade Presbiteral

Pe. Matias Soares, do clero da Arquidiocese de Natal, residente em Roma

A Igreja está tentando fortalecer a Pastoral Presbiteral. A missão desta é a ação misericórdia, materna, sistemática e continuada, da própria Igreja, na vida dos presbíteros. Eles, ou nós, estão precisando de cuidados. Os acontecimentos e complexidades eclesiais dos tempos atuais, com os fenômenos já conhecidos, interna e externamente, testificam que não há lugar para super-homens no mundo de hoje. Não há nada mais oculto que não possa ser revelado. E isso é bom, é evangélico (Mc 4,22; Lc 12,2).

Uma das mais urgentes preocupações da Pastoral Presbiteral, principalmente na linha pastoral do Papa Francisco, é de uma pastoral em saída missionária, que esteja próxima dos presbíteros de uma Igreja Particular. É uma questão urgente! Orientada e apoiada pelo Bispo diocesano, a ação pastoral de uma Equipe de PP é de presença, visita, preocupação, promoção da fraternidade, momentos de espiritualidade, formação de pequenos grupos de partilha, incentivo de trabalhos ministeriais em equipes paroquiais etc. É verdadeiramente um trabalho de “apostolado”. Não é burocracia. É Evangelho mesmo.

Uma Pastoral Presbiteral madura e fecunda vai existir quando ela for fruto da “escuta, proximidade e desejo de serviço aos Presbíteros de uma Igreja Particular”. Ela não pode ser eventualidades. Não pode ser promoção de lobby. Nos tempos hodiernos ela veio a ser tão importante quanto qualquer outra pastoral na vida da Igreja; pois, quem não está bem, não terá condições de promover o cuidado das pessoas às quais é chamado a servir e pastorear. Não sejamos ingênuos: a graça pressupõe a natureza!

Que Jesus Cristo, o Bom Pastor, nos conceda a força e o desejo de fomentarmos a integração e o cuidado dos Presbíteros, com suas belezas e diferenças, para que sejam sinais de comunhão, amor ao povo santo de Deus e alegria de zelar pelo bem uns dos outros. Senhor Jesus, conceda-nos essa dádiva. Assim o seja!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.