Notícias, Notícias gerais › 11/06/2019

Tema do Mês Missionário Extraordinário anima seminário de especialistas em missiologia

Padre Matias Soares, pároco da Paróquia de Santo Afonso Maria de Ligório, em Mirassol, Natal, está em Brasília, nesta semana. Ele participa do Seminário de Missiologia, promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e a Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento ocorre de 10 a 14 de junho, no Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília (DF).

O evento reúne especialistas, mestres e doutores em Missiologia, que farão aprofundamento da reflexão sobre a missão, com uma ênfase especial sobre a missão ad gentes, em sintonia com a temática do MME.

Neste ano, as várias atividades da Comissão para a Ação Missionária da CNBB têm acolhido as inspirações do Papa Francisco e mantido sintonia com a proposta do itinerário oferecida pela CNBB para o Mês Missionário Extraordinário.

O objetivo do Papa Francisco com o MME é “despertar em medida maior a consciência da missio ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”. O Papa pede “que o Mês Missionário Extraordinário se torne uma ocasião de graça intensa e fecunda para promover iniciativas e intensificar de modo particular a oração – alma de toda a missão -, o anúncio do Evangelho, a reflexão bíblica e teológica sobre a missão, as obras de caridade cristã e as ações concretas de colaboração e solidariedade entre as Igrejas”.

Objetivos e metodologia
O evento vai oferecer aos missiólogos a oportunidade de partilha de estudos, pesquisas, reflexões e aprofundamento. A proposta também visa o incentivo à produção da reflexão sobre a missão e evangelização; a promoção de espaços para o diálogo sobre os meios para despertar e fomentar, nos cristãos, a consciência da missão ad gentes; além de mobilização dos missiólogos e missiológas do Brasil para uma caminhada sinodal e de comunhão.

A metodologia do encontro tem como ponto de partida a motivação dos trabalhos a partir das seguintes reflexões: “A missão ad gentes no magistério da Igreja, a partir do Vaticano II”, com assessoria do bispo emérito de Tiralán-Liberia, na Costa Rica, dom Vittorino Girardi; e “Missão ad gentes e o processo de colonização e de descolonização”, conduzida pelo ex-diretor do CCM, padre Estevão Raschietti.

FONTE: Portal da CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.