Destaques, Notícias gerais › 29/12/2015

Arcebispo recebe visita de secretário de saúde e aborda microcefalia

Dom Jaime, durante reunião com comitiva da secretaria de saúde do estado - Foto: Luiza Gualberto

Dom Jaime, durante reunião com comitiva da secretaria de saúde do estado – Foto: Luiza Gualberto

Na manhã desta terça-feira (29), o Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, recebeu o secretário estadual de saúde, Ricardo Lagreca, juntamente com uma comitiva, para tratar acerca dos problemas enfrentados pelo mosquito Aedes aegypti, como a transmissão da dengue, chikungunya, zika e, consequentemente, a microcefalia. Também esteve presente na reunião, o coordenador estadual da Pastoral da Criança, Milton Dantas. O objetivo do encontro foi solicitar o apoio da Arquidiocese na campanha de combate ao transmissor destas doenças.

De acordo com o secretário, a campanha nos meios de comunicação ainda são mecanismos insuficientes para sensibilizar a população. “A difusão de ações, na prática, de combate ao mosquito ainda são pouco visitas. Do ponto de vista epidemiológico, estamos fazendo o acompanhamento das informações, mas, ainda não conseguimos um trabalho sensível de motivação da população, por isso estamos buscando as demais instituições da sociedade e, a Igreja por ter um trabalho consistente junto ao povo, se faz necessária no engajamento nesta campanha”, frisou.

Segundo Dom Jaime, a Arquidiocese de Natal está atenta a estas realidades e se compromete em atuar, em parceria com a Secretaria de Saúde, uma vez que, este problema está afetando a própria vida humana. “Em meus discursos juntos às paróquias enfatizo sempre estas questões. Nas reuniões de grupos, movimentos, entre outras, das quais participo, faço questão de destacar que esta luta é de todos nós”, diz.

Durante a reunião, o coordenador estadual da Pastoral da Criança destacou que o grupo está fazendo um acompanhamento, em nível de estado, para trabalhar os líderes que atuam junto às comunidades, no sentido de capacitá-los, para levar informações corretas às gestantes e famílias atendidas pela pastoral. “Atualmente, temos cerca de 3 mil líderes da pastoral em todo o RN, então, estamos indo aos encontros desses grupos, fazendo todo o acompanhamento, para que ele possam levar a melhor informação para as famílias. Além disso, contamos com 61 rádios comunitárias em todo o estado, que veicula o programa da pastoral. Também estamos usando esta ferramenta para difundir esta mensagem”, pontuou.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X