Destaques, Sem categoria › 04/06/2021

Arquidiocese faz translado dos restos mortais de Dom Alair Vilar

Dom Alair foi o 3º arcebispo de Natal (Crédito: acervo da Arquidiocese)

Neste sábado, 5 de junho, a partir das 9 horas da manhã, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação (antiga Catedral), na Cidade Alta, acontecerá a cerimônia de exumação dos restos mortais do 3º arcebispo metropolitano de Natal, Dom Alair Vilar Fernandes de Melo. A cerimônia constará de um ritual próprio, utilizado pela Igreja Católica. Os restos mortais serão colocados em uma urna, que ficará em frente à mesa do altar, durante a missa, presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha, às 11 horas. No final da celebração, os restos mortais serão guardados no ossuário, em frente à capela do Santíssimo Sacramento, no interior da antiga Catedral, local onde também foram depositados os ossos de Dom Antônio dos Santos Cabral e de Dom Marcolino Dantas, respectivamente 2º bispo e 1º arcebispo de Natal.

Os fiéis poderão acompanhar a celebração através das redes sociais da Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação e pelo Facebook da Arquidiocese.

Quem foi Dom Alair Vilar

                Dom Alair Vilar Fernandes de Melo nasceu em Natal, no dia 05 de junho de 1916; foi ordenado padre, no dia 19 de novembro de 1939; e nomeado bispo, em 25 de março de 1970, pelo Papa Paulo VI. Recebeu a ordenação episcopal, no dia 17 de maio de 1970, das mãos de Dom Eugênio de Araújo Sales. Como bispo, foi membro da Comissão Representativa da CNBB; membro do Conselho Diretor Nacional do Movimento de Educação de Base (MEB); Presidente do MEB; Bispo de Amargosa – BA (1970 – 1988); e Arcebispo de Natal-RN (1988 – 1993).

Em 15 de maio de 1988, tomou posse como 3° Arcebispo de Natal. Dom Alair veio da diocese de Amargoso, na Bahia.

No início do seu governo, Dom Alair nomeou o Monsenhor Francisco de Assis Pereira como postulador da Causa, no processo de beatificação dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu. Foi durante seu pastoreio que, em 21 de novembro de 1988, houve a inauguração  da nova Catedral Metropolitana de Natal. Foi também durante seu governo que Natal sediou o XII Congresso Eucarístico Nacional, em 1991, que contou com a presença do Papa João Paulo II.

Dom Alair Vilar renunciou ao governo arquidiocesano, em 29 de outubro de 1993. Faleceu, em Natal, em 20 de agosto de 1999. Foi sepultado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação (antiga Catedral.)

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X