Notícias › 26/08/2014

CNBB promoverá debate com candidatos à presidência

presOs representantes dos oito partidos dos candidatos à presidência da república, e o presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) também cardeal arcebispo de Aparecida (SP), Dom Raymundo Damasceno fecharam acordo para a transmissão do debate.

O debate é promovido pela CNBB, confirmado para o dia 16 de setembro em Aparecida, que será transmitido pelas emissoras de TVs, rádios e portais de inspiração católica, “é uma forma de fortalecer a democracia e tornar mais transparente o processo eleitoral”, afirmou o cardeal dom Damasceno.

Após a fatalidade ocorrida com Eduardo Campos, que concorria às eleições presidenciais 2014, algumas mudanças ocorreram nas agendas dos candidatos, e, houve a necessidade de que os partidos se reunissem novamente para o acerto de outros detalhes. Porém, ao término dessa reunião, o debate em Aparecida foi confirmado para o dia 16 de setembro, às 21h30.

Os partidos definiram apenas duas mudanças na ata anterior que havia sido assinada na reunião do dia 22 de julho. O debate que antes ocorreria nos estúdios da TV Aparecida, acontecerá no Centro de Eventos pe. Vítor Coelho de Almeida, ao lado do Santuário Nacional, e que conta com uma grande infraestrutura para acolher os candidatos, convidados e todo o episcopado brasileiro.

“Desejamos que o nosso eleitor exerça seu direito de cidadania com liberdade, responsabilidade e consciência, pensando no bem do país, a partir do conhecimento das propostas que os candidatos irão apresentar. Desta forma, o debate oferecerá elementos para que o eleitor posso discernir em quem vai votar, não apenas pensando em seus benefícios pessoais, mas no bem comum”, explicou o presidente da CNBB.

Houve alteração ainda quanto ao mediador que, agora, passa a ser Rodolpho Gamberini, recém contratado da Rede Aparecida de Comunicação para fazer toda a parte de assessoria do debate. Jornalista com mais de 40 anos de profissão, atuou em várias emissoras do país.

Para o jornalista Gamberini a expectativa é muito boa, “este debate promovido pela CNBB, é de extrema importância. Entre outros vários fatores pela importância da Igreja Católica na democracia brasileira e pelo trabalho que a Igreja tem desde durante a ditadura brasileira, que terminou em 85, até hoje tem se empenhado em uma luta democrática em uma luta pelos direiros humanos. Sempre a Igreja Católica tem se posicionado de maneira correta politicamente”.

 RCR/Signis

por Marcos Beltramin

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X