Destaques › 10/06/2016

Mais de 50 famílias conquistam tecnologias de convivência com o semiárido

Construção de canteiro para produzir hortaliças, na capacitação do SSMA

Construção de canteiro para produzir hortaliças, na capacitação do SSMA

O Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários (SEAPAC), organismo ligado à Igreja Católica, está construindo nove barreiros trincheira, 21 cisternas de enxurrada e 26 cisternas calçadão com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), através do Programa de Cisternas (Programa uma Terra e Duas Águas – P1+2). As cisternas têm capacidade de estocar até 54 mil litros de água, enquanto o barreiro trincheira estoca até 500 mil litros.O Contrato beneficia 56 famílias de Currais Novos, residentes nas comunidades Santo André, Poço de Serras, Olho D’Água dos Brandões, São Roque, Santana, São Sebastião, Pau Ferro, São Luiz e Bonifácio.

Essas tecnologias sociais de convivência com o semiárido se destinam à captação e armazenamento de água para a produção de alimentos, através dos quintais produtivos. As famílias foram organizadas em dois grupos e receberam a capacitação em Gerenciamento de Água para a Produção de Alimentos (GAPA) e no Sistema Simplificado de Manejo de Água (SSMA). Os dois grupos também realizaram Visita de Intercâmbio à família de Maria de Fátima e Manoel Medeiros, no Sítio de Dentro, situado na Serra de Santana, Município de Lagoa Nova. O objetivo foi conhecerem o Quintal Produtivo do casal e trocar experiências sobre como utilizar a água da tecnologia para produzir alimentos.

Participar das capacitações e fazer a visita de intercâmbio são contrapartidas das famílias que estão conquistando as tecnologias sociais. Cada família também acolhe o cisterneiro (Pedreiro que constrói a cisterna) em casa, cozinha os alimentos e entra com a mão de obra de servente, durante o processo de construção da tecnologia. As atividades começaram em abril, com as capacitações, e agora o trabalho está na fase da construção das tecnologias.

(Texto e foto: Diác. José Bezerra)

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X